sexta-feira, 10 de janeiro de 2014

Da foda... não fales nela

Da foda... não fales nela,
quando tu já não a sentes.
Não fales nela que a mentes.

Se os teus sonhos se demoram
em cona que só dá não,
se os pi(n)ssamentos se enrolam
em torno dela e não
em torno de te esquecer
da foda... Não fales nela.

Quanto saibas de foder
nessa cona se te congela.
Tudo é fátua lembrança,
quando tu já não a sentes.

Se, firme, a piça avança,
e doutra cona não s’ cansa...
Não fales nela, que a mentes.

2 comentários :

  1. Lindo Pénis Filofodal.
    Venham mais (poemas, claro!).

    ResponderEliminar
  2. Merci, Paulo F.
    O vosso incentivo fará vir mais filofodices.
    Bisous.

    ResponderEliminar